Tipos de Controle de Ponto: Vantagens, desvantagens e preços

As ferramentas disponíveis atendem às leis trabalhistas, estabelecendo uma relação transparente entre o funcionário e seu empregador.
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Para atender à legislação brasileira, que exige o gerenciamento da jornada de trabalho dos colaboradores, uma empresa com equipe formada por mais de dez funcionários pode optar entre diferentes tipos de controle de ponto. O que não pode ocorrer, de forma alguma, é ficar sem mecanismos para fazer esse controle.

As ferramentas disponíveis atendem às leis trabalhistas, estabelecendo uma relação transparente entre o funcionário e seu empregador. Para tirar o melhor proveito dos controles de ponto é importante compreender o funcionamento de cada tipo de ferramenta – e concluir qual melhor se adequa ao modelo de negócio.

As principais opções são livro de ponto, relógio de ponto e ponto eletrônico. Mas, como veremos a seguir, a escolha não se resume aos tipos convencionais de controle.

Livro de ponto

O livro de ponto é muito utilizado por pequenas e médias empresas. O método é barato e pode ser aplicado em organizações em que os colaboradores trabalham por hora.

Nele é anotada toda a jornada do trabalhador, incluindo horários de entrada, saída e pausa para almoço. Os dados são confirmados a partir da assinatura do funcionário ao lado da tabela de horários.

Apesar de o custo do livro de ponto ser mínimo, cerca de 12 reais para um material de 50 folhas, e ter aplicação legal, esse recurso é suscetível a falhas. Afinal, requer o preenchimento manual da hora exata de início e encerramento da jornada, exigindo tempo e atenção para evitar rasuras, modificações e informações inconsistentes.

Outro problema desse mecanismo tem a ver com a demora na gestão do controle de ponto. Com ele, o RH tende a gastar mais tempo – e, dependendo da complexidade da letra de alguém, ter mais dificuldade para fazer o somatório das horas e fechar a folha de pagamento.

Outro aspecto que deve ser considerado nesse quesito é a guarda do livro ponto. Se a empresa tem 10 funcionários, ainda é possível gerenciar o arquivamento. Mas, se a organização possuir mais de 100 colaboradores, controlar e dar destinação adequada para centenas (e até milhares) de livros se torna uma atividade impraticável em curtos espaços de tempo.

Relógio de ponto

O relógio de ponto mecânico ou cartográfico faz a marcação da jornada de trabalho através da impressão do horário de entrada e saída do colaborador em um cartão de cartolina.

A solução é simples e de baixo custo, cerca de 380 reais o aparelho, e faz um controle da hora exata da jornada, permitindo levar ao setor de RH informações mais precisas de cada funcionário.

Outra vantagem dessa ferramenta é que, como o horário é pré-definido e fixo no sistema, torna-se mais difícil falsificar ou modificar os registros.

Contudo, por não ter uma infraestrutura tecnológica, o relógio de ponto exige um esforço parecido ao livro de ponto. Isso significa que o responsável por sua gestão deve somar as horas e calcular os atrasos e faltas para a liberação da folha de pagamento.

Ele é mais recomendado para empresas de pequeno porte ou que não possam investir em um sistema mais avançado. Porém, dependendo do número de funcionários, a organização pode ter que comprar duas ou mais máquinas para facilitar o acesso do empregado, elevando os gastos com o aparelho e manutenção das fichas de ponto.

Ponto eletrônico

O ponto eletrônico vem como uma evolução no registro da jornada de trabalho. Ele utiliza a biometria do funcionário para marcar sua presença ou ausência na empresa, oferecendo muito mais precisão e facilidade para o cálculo da folha de pagamento.

Todo o registro do colaborador é armazenado na memória de um software que pode ser acessado a qualquer momento pelo RH. O resultado é mais segurança nas informações e agilidade no fechamento do ponto.

O preço desse mecanismo varia conforme a marca. Equipamentos homologados pelo MTE pode ser encontrado a partir de 1500 reais. O custo não é alto pelos benefícios oferecidos, mas é preciso estar atento a dois detalhes importantes antes de adotar essa ferramenta.

O primeiro é a capacidade de armazenamento dos dados biométricos. Algumas marcas possuem espaço para até 200 colaboradores, elevando o custo caso a empresa tenha que adquirir outro aparelho.

Além disso, é preciso desembolsar mais um pouco com o plano que dá direito a benefícios como assistência técnica, troca de peças e suporte.

Formas alternativas

Esse é um dos tipos de controle de ponto mais moderno e revolucionário que a empresa pode ter, à prova de fraudes, com valores acessíveis e agilidade de registro. O ponto online é um sistema inteligente, confiável e fácil de usar.

O recurso é totalmente virtual e conta com armazenamento em nuvem, permitindo que os dados sejam acessados em tempo real.

Outra vantagem do mecanismo é que, com ele, não há necessidade de comprar um aparelho para deixar fixo em um local da empresa. O ponto digital é um serviço de aplicativo que pode ser baixado no computador, celular ou tablet.

O uso do ponto online pode gerar uma economia de até 80% à empresa, em relação a manter um relógio de controle de ponto, reduzindo em até 4 vezes o fechamento médio da folha de ponto.

O custo é bem acessível. Com o QRPoint, por exemplo, o valor do plano é de R$6,90 por pessoa para empresas com até 10 funcionários, diminuindo o preço gradativamente para empreendimentos com mais colaboradores.

A longo prazo, o melhor recurso é o controle 4.0, como na ferramenta da QRPOINT, pois ele não depende de aparelho físico, exceto os celulares. Por ser um programa, é mais escalável, fácil de usar e permite ampla visualização das informações, além de deixar os dados salvos em mais de um servidor.

Quer uma solução melhor para o registro do controle de ponto dos seus funcionários? Estamos aqui para te ajudar! Entre em contato com a equipe da QRPOINT e tire todas as suas dúvidas sobre o ponto online.

Tecnologia que poupa tempo e dinheiro para a sua empresa.

O que tá esperando? Comece a usar agora mesmo!