Controle de Ponto de Colaboradores: Tudo o que você precisa saber

Aprenda a diferença entre os principais tipos de controle de ponto, seus valores, vantagens e desvantagens, com esse artigo.
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Quem é gestor de empresa sabe que o controle de ponto de colaboradores é um dos grandes desafios do empreendimento, já que esse recurso administra a jornada de trabalho de cada funcionário.

E, para além do simples registro, ele é mais importante do que muita empresa imagina. O mecanismo regulariza a relação entre empregador e empregado, aumentando a transparência no vínculo de trabalho e fornecendo credenciais jurídicas às duas partes.

É através do controle de ponto que se registra o horário de entrada e saída do colaborador, computando as horas extras não pagas e identificando atrasos, faltas, intervalos não realizados e tudo o que diz respeito à jornada de trabalho de cada funcionário.

Para que serve o controle de ponto?

O controle de ponto serve para monitorar a carga horária em empresas com mais de 10 colaboradores, garantindo, assim, o cumprimento da legislação trabalhista. Ele é capaz de assegurar que o profissional vai receber o seu pagamento, conforme as horas trabalhadas, e que o empregador está cumprindo as normas da CLT.

Assim, a ferramenta resguarda não só o colaborador, mas também a empresa de possíveis processos trabalhistas. A maioria dos processos vem da alegação de jornada abusiva de trabalho, em que o colaborador declara ter ficado além do horário proposto em contrato, exigindo o pagamento das horas extras.

Para se  ter uma ideia, horas extras e intervalo intrajornada foram os processos mais frequentes no Tribunal Superior do Trabalho no primeiro trimestre de 2017. Isso quer dizer que um controle de ponto pouco efetivo pode gerar muitos processos e dores de cabeça para o empregador.

Por outro lado, com o controle de ponto, não existe espaço para uma alegação infundada.

Então, quanto mais rigoroso e eficiente for o controle de ponto, melhor será a gestão de recursos humanos da empresa. Contar com a tecnologia no registro das horas, além de ser obrigatório por lei, diminui o índice de erros e, consequentemente, de processos judiciais.

Formas de fazer o controle de ponto

O RH ou gestor da empresa deve orientar seus colaboradores a registrar o ponto nos seguintes horários:

  • entrada no expediente;
  • período de descanso matutino, se houver;
  • almoço;
  • período de lanche ou descanso; se houver;
  • saída do expediente;
  • horas extras pós-expediente.

As anotações são feitas diariamente, levando em consideração a jornada estipulada no contrato de trabalho. O lançamento pode ser realizado de forma manual, com livro ou folha de ponto; mecânica, através do relógio de ponto; ou eletrônica, pela biometria ou qcartão eletrônico.

Seja como for, qualquer um desses recursos deve ser capaz de registrar informações básicas, como o nome dos colaboradores e seus horários de trabalho e intervalos. Ao final de cada mês, o RH avalia a folha de ponto de cada um dos colaboradores, observando o cumprimento dos horários, as faltas e os atrasos.

Além disso, o responsável por fechar o controle de ponto deve saber a escala de cada funcionário e  verificar as diretrizes da organização quanto ao tratamento das horas extras, faltas e atrasos.

Em resumo, para garantir que o pagamento seja realizado corretamente, o setor de Recursos Humanos deve estar atento a alguns aspectos definidos pela atual legislação trabalhista brasileira:

  • Não ultrapassar 44 horas semanais ou 220 horas mensais;
  • Dispor de um sistema de compensação ou pagamento de horas extras;
  • Dispor de uma definição clara e disseminada entre os colaboradores de margem para atraso (como tolerância de 10 minutos, por exemplo);
  • Ter uma política clara e transparente de faltas, como o abono mediante atestado, autorização do gerente ou outro tipo de recurso;
  • Ter rigoroso controle da jornada do trabalhador externo, como é o caso dos motoboys, vendedores que precisam viajar e consultores, entre outros.

Parece muita coisa – e, na verdade, é. Impossível gerenciar o controle de ponto de uma empresa com 100 funcionários, por exemplo, sem utilizar um recurso ágil e preciso. Afinal, verificar folha por folha e se atentar para os detalhes de cada uma, sem se esquecer das especificidades das leis trabalhistas, é um esforço que não vale o risco ou o tempo, dependendo do tamanho da equipe.

Dessa forma, para administrar todo o processo sem o recurso de controle de ponto mecânico ou eletrônico, dependendo do porte do empreendimento, é preciso de mais pessoas para exercer essa atividade. Essa alternativa causa mais gastos e não deixa a empresa menos vulnerável à margem de erro.

Nasce, aí, a importância de se estabelecer um bom plano gerencial com o setor de Recursos Humanos, preferencialmente adotando ferramentas que automatizem parte do processo e reduzam o tempo de equipe com atividades administrativas.

Simplificando o controle de ponto

Como escolher, portanto, a melhor saída para o impasse do controle de horários? Nossa sugestão é ir pela exclusão das propostas que não são interessantes ao negócio.

A folha de ponto manual e relógio de ponto, por exemplo, não são as melhores alternativas para o controle eficaz da jornada de trabalho. Eles podem trazer problemas que, dependendo do alcance do erro, têm o potencial de levar a empresa a um Tribunal de Justiça do Trabalho.

Contudo, os empreendimentos já podem contar com a tecnologia para controlar a jornada de trabalho de forma simples, inteligente e digital. Para isso, basta escolher um recurso que dê aos gestores e colaboradores mobilidade e segurança na aferição das horas.

A boa notícia é que essa tecnologia já existe – e nós estamos aqui para apresentá-la a você.

O QRPOINT é um aplicativo de marcação de ponto que contribui para a melhoria dos processos internos de RH, oferecendo mais transparência e acessibilidade aos dados de cada colaborador.

O sistema dá acesso em tempo real às informações, com cálculos automáticos de horas extras, saldo de horas, banco de horas, impressão de relatórios e muitas outras funcionalidades.

Além disso, o aplicativo gera aumento de produtividade, reduzindo o fechamento da folha de ponto em até 4 vezes. Nesse sistema a assertividade dos dados melhora em, praticamente, 100%.Quer saber mais sobre essa solução? Entre no site da QRPOINT e tire as dúvidas sobre controle de ponto conversando com os melhores especialistas da empresa.

Tecnologia que poupa tempo e dinheiro para a sua empresa.

O que tá esperando? Comece a usar agora mesmo!