Cerca virtual para colaboradores: como usar em seu negócio

Descubra o que é a cerca virtual para colaboradores e como tirar proveito dessa tecnologia de controle de ponto e jornada de trabalho.
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Registrar a jornada de trabalho é uma obrigação imposta pela CLT para empresas que possuem mais de dez colaboradores. Salvo no regime de controle de ponto por exceção, compete ao gestor de RH orientar os funcionários para que sejam registrados o início e o fim do expediente, pausas para lanche ou descanso e intervalo de almoço.

Em qualquer caso é imprescindível que as horas extras se façam constar no cartão do empregador. Trata-se da prática conhecida como “bater ponto”.

Ao fim de cada mês, o setor de RH fica responsável por calcular as horas em que o funcionário esteve à disposição do empregador. Dessa forma, o salário deve considerar o adicional referente às horas extras ou o desconto na remuneração, em caso de falta não justificada.

Se o funcionário estiver devendo horas por irregularidades no cumprimento do horário de trabalho, o gestor deve adverti-lo e negociar a compensação das respectivas horas devidas.

Como contabilizar horas trabalhadas no contexto do século XXI?

A assiduidade do funcionário impacta diretamente na produtividade de uma empresa. Esse fator é levado em conta para efetivar ou não um funcionário em período de experiência, além de respaldar os direitos de empregado e empregador perante a lei.

A ausência de um controle de ponto efetivo é causa das principais ações trabalhistas no país. Esse transtorno pode (e deve!) ser evitado.

Na realidade pós-moderna, a rotina de trabalho se flexibilizou bastante. Atualmente, a possibilidade de home office e o regime de trabalho intermitente norteiam grande parte das relações corporativas.

O trabalho remoto é uma tendência cada vez maior nas empresas. A prática proporciona maior qualidade de vida ao colaborador e pode ser notada com o aumento de sua produtividade.

Para o empregado, também é uma ótima alternativa. A prática diminui despesas de transporte, além dos gastos fixos decorrentes do custo imobiliário, já que uma empresa menor pode se comportar em estrutura física reduzida.

Existem, também, as empresas que ainda não são adeptas ao home office, mas precisam enviar representantes para reuniões com clientes. Além dessas, existem várias outras situações, recorrentes ou eventuais, em que o trabalho não é necessariamente executado em uma rotina tradicional.

Nesses casos em que o controle de ponto não pode ser acompanhado e mensurado ao bater cartão, como funciona, para a empresa, ter controle sobre faltas não registradas ou horas extras que não tenham sido, de fato, realizadas?

Analisando esse contexto, foi desenvolvida a cerca digital, uma das funcionalidades do software da QRPOINT.

A chamada cerca digital tem a finalidade de sinalizar os gestores sobre a hora e o local do registro de ponto feito por um funcionário que esteja cumprindo a jornada de trabalho fora da sede.

Permitida pelo recurso de geolocalização, essa tecnologia possibilita delimitar uma área de raio mínimo de 50 metros onde os colaboradores devem registrar o ponto através do aplicativo. Com isso, a empresa tem mais garantia sobre a presença do funcionário no local onde ele deve cumprir as horas de trabalho.

Qualquer ponto registrado fora da área delimitada pela cerca digital gera uma notificação para os gestores da empresa em tempo real.

A cerca digital faz parte de um sistema exclusivo de controle de irregularidades, no qual através de várias outras funcionalidades, como o reconhecimento facial e a integração do aplicativo do gestor, a empresa consegue identificar possíveis inconsistências que ocorram no registro de ponto para agir direto com o colaborador.

O que a legislação brasileira diz a respeito?

Visando regulamentar formas mais modernas e eficientes para o controle da jornada de trabalho, em 2011, a Portaria 373 do Ministério do Trabalho legitimou o uso de softwares de gestão de ponto como o QRPOINT.

Por meio dessa ementa, ainda que a empresa não tenha um quadro com dez funcionários, por motivos de segurança e respaldo jurídico é altamente prudente aderir ao método de controle de ponto computadorizado.

Em uma audiência, uma vez que o empregador não dispuser dos comprovantes de controle de ponto, qualquer indício de que o funcionário não tenha sido devidamente remunerado pelas horas trabalhadas pode resultar em custosas indenizações. Mas, graças à inovação tecnológica, essa não precisa mais ser uma preocupação das empresas.

É possível começar a experimentar todos os benefícios que a QRPOINT oferece desde já! Clique aqui e teste nossa plataforma por dez dias de forma gratuita e sem nenhuma taxa de adesão.

Tecnologia que poupa tempo e dinheiro para a sua empresa.

O que tá esperando? Comece a usar agora mesmo!